segunda-feira, 31 de maio de 2010

Pessoas como eu

Depois de ler uma matéria no jornal de bairro sobre terapia de grupo para emagrcer, resolvi correr atrás da tal psicóloga. Achei o site dela, li as dicas e mostrei a amigos e médicos (cardiologista e endocrinologista). Os dois acharam a idéia ótima e falaram que poderia ser um bom aliado na minha conquista por eliminar alguns kilinhos extras.
Bem, entrei em contato e fiz 3consultas individuais até ser encaminhada ao grupo.
Caramba! eu tava em casa, meio que com medo de ir, do que poderiam pensar de mim e tal... E qual não foi minha surpresa ao chegar lá....
Fui super bem recebida, me senti como se estivesse lá há tempos e vi que todos que estavam lá tinham as mesmas dificuldades que eu e já tinham passado pelas mesmas dietas malucas que eu. Ou seja, éramos todos absolutamente iguais!!!!
Mas por que a terapia?
Porque desisti de tomar remédios e fazer dietas milagrosas e loucas! Quero (e vou conseguir) emagrecer por mim mesma. E principalmente: quero identificar o que me bloqueia para emagrecer e lutar contra isso. Quero identificar o que me leva a comer compulsivamente, o que me faz comer além da minha saciedade, enfim... coisas que vem de anos atrás e que me bloqueavam não só na questão do emagrecimento, mas em diversas outras questões, que acabam se interligando e caminhando juntas.
Confesso que saí de lá mais confiante, com mais energia pra lutar contra meu  "monstro interior" e principalmente disposta a vencer!
Nunca imaginei sentir isso logo na primeira sessão, mas foi assim que aconteceu!
Cheguei em casa com uma vontade louca de contar minha experiência pra todo mundo! Contar como foi bom e como vai ser melhor ainda!!!
Havia uma moça que tinha conseguido emagrecer 1,5kg. Parece pouco? Que nada! Quem me dera conseguir eliminar do meu organismo metade disso! Já seria um progresso e tanto!
Aliás, pra mim, a palavra do dia é: PROGRESSO!!!!
É assim que me sinto: progredindo. Um passo de cada vez, vencendo cada uma das muitas etapas, mas chegando ao topo com louvor!
E eu sei que vou conseguir!
PROGRESSO!!!!!!!

quarta-feira, 19 de maio de 2010

Revolta com a ditadura da magreza

Hoje eu tava no Twitter como faço todos os dias, aí minha amiga Aline me retweetou uma matéria sobre a C&A parar de fabricar tamanhos GG ou plus-size.
Gente, que absurdo é esse?
Isso é puro preconceito!!!!
Acabei de voltar da Holanda, onde é a matris (sede) da C&A e lá foi o único lugar (depois de quase 6 dias procurando) que encontrei um cinto que coubesse na minha cintura! Foi uma tremenda dificuldade encontrar cintos tamnho 105 e fui achar justamente na C&A. A felicidade foi tanta que ao invés de 1, comprei logo 3!!!!
E volto pro Brasil e me deparo com essa novidade da loja brasileira.
Querem nos obrigar a ser magras, ok... será queeles acham que eu AMO ter esse plus-size? É claro que não! Mas infelizmente a briga com a balança é diária (e ela está ganhando atualmente...) e ninguém vai dormir gordo e acorda magro!!!
Hello!!!!!!!!!! Tbm temos o direito de andar na moda!
Pq acham que os gordos tem sempre que usar as mesmas roupas, todas com ar senhorial?
Nada contra as pessoas mais velhas, pelo contrário, a cada dia nossa população está ficando mais velha e se cuidando. Minha mãe tem 67 anos, se veste super na moda e não perde uma aula de dança! E detalhe: na aula de dança só tem garotada, ela é a vovó da turma, mas nem por isso ela deixa de dançar e usar leggings coloridos e moderninhos pra aula.
Tenho 36 anos, não sou nenhuma garotinha, mas tbm ainda não sou uma coroa. Gosto de estar na moda, gosto de olhar uma roupa e me imaginar nela, mas infelizmente são poucas as lojas que investem num manequim maior que 48, algumas não chegam nem ao 46 e qdo chegam o tamanho G é praticamente igual ao P.
Se andarmos na rua atentamente iremos ver a nossa realidade... o Brasil não é um país magro!
Ok, a Gisele Bünchen é brasileira e é a modelo mais bem paga do mundo. Tá, mas eu não quero ser magra (pele e osso) igual a ela. E quantas são iguais a ela? Ah... a minoria... pois é....
Se a minoria é magra então pq insistir em não fazer tamanhos maiores?
Pq não assumimos a realidade do nosso país?

Qdo chego numa loja que vende o verdadeiro tamanho GGe não encontro meu n°, sabe o que a vendedora fala? Ah... esses são os primeiros a acabar!
Muito bem! Sabe pq? Porque todo mundo procura! A "realidade brasileira" procura os tamanhos maiores!
Mas, quer saber.... falando em alto e bom tom, falando em português claro e direto.... "tô cagando e andando pra C&A!!!"
Não é ela que não me quer como cliente, e sim EU que mereço coisa melhor!!! Mereço uma loja que me respeite como eu sou, sem preconceitos!
Sim, isso é preconceito!

Andanças pela Europa


Acabei de voltar de 13 dias pela Europa (3 dias em Paris e o restante em Amsterdam).

Paris eu conheci há 2 anos atrás, em 2008. Cidade linda, encantadora, diria até que ela é mágica! Em 3 dias pouca coisa se pode fazer, principalmente qdo 2 desses dias lá são feriados, mas pude voltar na Torre Eiffel, na Sacré-Couer e visitar outros cantinhos ainda não visitados.

Passar meu aniversário de 36 anos no burburinho da Rue Saint André des Arts foi chiquérrimo!!!! Me sinto bem privilegiada por esse momento! Aniversário em Paris! Será que tem coisa melhor?


Bom, Amsterdam foi uma cidade ímpar!

No meio de tanta maluquice e liberalidade consegui voltar de lá sem experimentar nada, sem fazer nenhuma loucura, sem voltar bêbada pro hotel, enfim... Posso dizer que tive uma ida "careta" a Amsterdam. Careta, porém maravilhosa!

A beleza dos canais encanta qq mortal.

E as tulipas? Difícil escolher a mais bonita.

Os moinhos... nossa! tanta coisa linda!

Escolher a melhor foto pro porta-retratos tá sendo uma tarefa bem complicada, mas deliciosa, pois me faz olhar uma a uma todas as mais de 1000 fotos tiradas e sonhar recordando a viagem.

Viajar é bom demais!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

ADORO!!!!!!!

domingo, 2 de maio de 2010